40º ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS

 ENCONTROS ANUAIS

Reunindo por quatro dias de intensos trabalhos um número médio de 1.500 (um mil e quinhentos) participantes brasileiros – além de convidados estrangeiros, cientistas sociais de renome, para conferências, contatos e intercâmbio além das fronteiras nacionais, os encontros anuais da ANPOCS consolidaram-se como o mais relevante fórum das ciências sociais stricto sensu no país. Com uma programação que reúne o que de mais expressivo e atual vem sendo produzido nas áreas de antropologia, ciência política e sociologia, os encontros constituem uma oportunidade única para o intercâmbio de pesquisadores em âmbito nacional.

Além da inegável relevância científica, os encontros anuais singularizam-se também por sua relevância estratégico-institucional: são momentos nos quais se reúnem os centros de pesquisa e os programas de pós-graduação brasileiros filiados à ANPOCS, para discussão e definição não só das diretrizes para atuação da Associação, como também das linhas gerais e das prioridades de ensino, pesquisa e continuidade institucional de programas e centros distribuídos por todo o território nacional. O que caracteriza os encontros como atividades vitais para a institucionalização e o fortalecimento da comunidade brasileira de cientistas sociais, hoje dispersa, complexa e diversificada.

Critérios de excelência, relevância temática e diversidade institucional, geracional e regional, são norteadores para a constituição da programação final de cada Encontro, composta por conferências; fóruns; sessões especiais; mesas redondas; grupos de trabalho e seminários temáticos; além de exposições, sessões de vídeo e cursos destinados a alunos de pós-graduação.

Na amplitude dessa programação geral, podemos afirmar que reside nos grupos de trabalho, com seu alto poder de “ramificação”, a otimização dos objetivos principais do Encontro. Os GTs incorporam uma ampla riqueza e diversidade de trabalhos e pesquisadores em momentos distintos da carreira profissional, propiciando debates e discussões intergeracionais e regionais em um nível elevado. Divididos em três sessões de trabalho, que ocorrem em dias distintos e consecutivos, cada uma com quatro horas de duração e um número máximo de quatro expositores de trabalho, os GTs, ao mesmo tempo em que permitem espaço para uma apresentação aprofundada dos trabalhos específicos, propiciam espaço aberto para o debate entre os expositores e o público presente a cada sessão. A ANPOCS vem ampliando consideravelmente seu âmbito de atuação, procurando incorporar ao máximo os pesquisadores de todos os níveis da carreira acadêmica, atuantes em todas as regiões do território nacional.

Mais informações acesse ANPOCS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *